Por Pet Conecta Digital Em Notícias Atualizada em 06 JUN 2022 - 11H14

O que encontramos na maior feira Pet do Mundo, a Interzoo 2022



A Interzoo, que acontece em Nuremberg na Alemanha e organizada pela WZF em parceria com a Nürnberg Messe, é considerada a maior feira da indústria de animais de estimação e não estou falando apenas de cães e gatos, mas também de peixes, aves, repteis, roedores e até mesmo os cavalos. Nela é possível encontrar fabricantes, prestadores de serviços e atacadistas. A última edição havia sido em 2018, por ser um evento bienal e a pandemia inviabilizando a realização do evento em 2020, o retorno acabou acontecendo 4 anos depois, este ano.

A edição de 2022 aconteceu de 24 a 27 de maio e teve mais de 1.200 expositores distribuídos em 12 pavilhões, mais de 30 mil visitantes de 126 países e nós do pet conecta tivemos a oportunidade de visitar, ver as principais tendencias e acompanhar o evento de perto.

Alimentação Orgânica e Saudável



Isso já não é mais uma tendencia, mas sim uma realidade em mercados como o europeu e americano. Vemos cada vez mais as empresas investindo em produtos com composição orgânica, livre de transgenicos e o famoso “Grain Free”.

Mas o que é o “Grain Free”? São alimentos e rações que não contêm trigo, arroz ou qualquer outro tipo de grão, normalmente são substituídos por legumes. O alimento ser livre de grãos não quer dizer que ele seja melhor ou mais saudável para o seu cão, ele é apenas mais proteico, essa escolha deve ser acompanhada e orientada por um médico-veterinário

Você já ouviu falar em chhurpi?



Chhurpi é um queijo curado da região leste do Nepal, feito a partir do leite de naks (femeas do iaque), chauris (o cruzamento entre iaques e vacas) e vacas.

Tá e o que isso tem a ver com os pets? O Chhurpi virou um alimentou muito requisitado para cães nos Estados Unidos e na Europa, já que é rico em proteínas e cálcio, possui baixo índice de gordura, tem uma ótima digestão nos pets, remove as placas dentais e além de ser natural. De acordo com o Centro de promoção à exportação e comércio do governo do Nepal, no ano de 2017 e 2018 o país exportou mais de 7 milhões de dólares em chhurpi, sendo que 60 a 70% dele é exportado como petisco para cães aos Estados Unidos e Europa.

Existe uma preparação especial para transformar o Chhurpi em petisco, pois os queijos tendem a ser macios. Para endurecer a mistura de leite é fervida, tem a gordura retirada e em seguida separam a parte sólida do leite e colocam em saco plástico para espremer e retirar a água. Depois deixam secar no sol ou até mesmo penduram sobre o fogo.

Os felinos estão vindo com força mesmo



Bom não é novidade que os gatos vêm ganhando muito espaço no mercado pet brasileiro, mas em países como Alemanha, Canada, Russia, China, Italia e Portugal eles já são os queridinhos e tem uma população maior que as de cães. De acordo com estudos a expectativa no Brasil é que dentro de 10 anos a população de gatos passe a de cães.

O aumento de expositores com soluções para os gatos na Interzoo 2022 comparado com sua última edição em 2018, deixou ainda mais claro essa tendencia.



Proteína de Inseto



O consumo consciente de alimentos e a sustentabilidade tem se tornado uma preocupação crescente, afinal, temos que nos preocupar com as gerações futuras, evitando qualquer tipo de esgotamento de recurso. E pensando na indústria de pet food é aí que entra a proteína de inseto, sendo assim, os animais podem ser criados em locais reduzidos e verticalizados, reduzindo assim impacto ambiental em sua produção.

A composição nutricional dos insetos varia de acordo com a fase que ele se encontra e também como ele foi alimentado, atualmente já existem estudos que mostram que os insetos podem ser fontes de compostos bioativos (antioxidante, antimicrobiana, anti-inflamatória, entre outros diversos benefícios) e também algumas farinhas de insetos podem atingir até 77% de concentração proteicas.

O medo de comer coisas novas e o nojo ainda são uma barreira para esse tipo de alimento, porém na Europa já existem diversa indústria utilizando a proteína de inseto em rações e petiscos.

Por: Guilherme Martinez



Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pet Conecta Digital, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.