Juliana Damasceno

Os benefícios da Gatificação no bem-estar do seu felino

Escrito por Juliana Damasceno

02 AGO 2023 - 07H00




“Gatificar” é um termo utilizado para simbolizar a adequação do ambiente humano tornando-o mais apropriado para os gatos, principalmente em relação a locais elevados do solo para ocuparem.

Gatos necessitam ocupar locais elevados pois possuem um comportamento semi-arborícola na natureza, ou seja, se deslocam pelo solo, assim como, pelas copas das árvores para se protegerem de predadores e também para caçar pequenas aves.

A verticalização do ambiente beneficia os gatos atuando como um dos pilares fundamentais para o bem-estar da espécie, afetando diretamente a saúde física e emocional. Ocupar locais verticais e ideais estimula a execução de comportamentos naturais, promove oportunidade de escolha, controle do ambiente e confiança. Segue abaixo alguns dos benefícios da gatificação no bem-estar felino:

Ampliação do território: com a adição de locais verticais é possível tornar o espaço mais dinâmico e amplo, possibilitando mais áreas de ocupação. Além disso é possível o distanciamento seguro entre animais de espécies diferentes como cães e outros gatos, evitando assim o estresse social;

Refúgio seguro: a gatificação deve conter locais como tocas e nichos, onde os gatos se sintam protegidos e seguros para descansarem. Quando abrigados os gatos se sentem mais confortáveis para descansarem e também irão procurar essas localizações quando se sentirem ameaçados;

Controle dos arredores: em locais elevados como prateleiras, redes, passarelas, etc, eles conseguem avistar o território de cima, prevendo possíveis ameaças e perigos, isso estimula confiança e segurança no felino;

Atividade: percorrer por áreas elevadas auxilia no fortalecimento do tônus muscular, gasto de energia e se torna um local ideal para as brincadeiras de caça;

Marcação territorial: as gatificações devem conter arranhadores, que possibilitam que os gatos marquem seu ambiente por meio da arranhadura. Arranhar é um comportamento natural e deve ser expresso de maneira eficiente em arranhadores ideais.

Quando não adicionamos locais ideais para ocuparem, os gatos tenderão a percorrerem por nossos móveis como mesas, geladeiras, armários, estantes, parapeitos, etc. Além de ser algo que desagrada muitos tutores, a ocupação dos gatos nessas localizações em casa também pode ser muito perigosa, pois como não são projetadas para a espécie a acessibilidade, superfície, ergonomia, entre outros fatores, podem causar acidentes graves.



Com o crescimento do número de gatos no Brasil e no Mundo, muitas empresas que projetam Gatificações estão no mercado, no entanto muitas delas não atendem as reais necessidades felinas em termos de funcionalidade e segurança.

Para que os gatos tenham bem-estar com locais ideais para expressarem seus comportamentos naturais, devemos seguir importantes pré-requisitos.

Dicas para uma gatificação ideal

1) Ergonomia: devemos adicionar itens que sejam ergonômicos, ou seja, tenham a metragem ideal

e confortável para o tamanho dos gatos. Analise o tamanho do seu gato e considere que a prateleira ou nicho seja confortável para que ele consiga se movimentar ou deitar-se.

2) Localização: os gatos preferem estar sempre próximos aos seus tutores, por isso, dê preferência para as regiões da casa que você mais ocupa. O home-office e a sala por exemplo são ótimas localizações.

3) Acessibilidade: independente da idade do seu felino, facilite os acessos, apesar os gatos terem grande facilidade para pular e escalar, a descida sempre será impactante para as articulações, sendo extremamente importante preservá-las. Facilitar o acesso também permite que o gato saiba o caminho que deve percorrer na verticalização, viabilizando o uso dela de maneira intuitiva.

4) Rota de Fuga: construa sempre um percurso que permita que o gato suba e desça por diferentes rotas, para que sempre haja a possibilidade de fuga de uma situação inesperada. Inúmeros acidentes ocorrem quando gatos se sentem encurralados na verticalização, eles podem cair e sofrerem sérios traumas;

5) Funcionalidade: tenha objetivos com cada móvel, alguns serão para escalar, outros para descansar, subir, arranhar, observar o exterior (como camas e prateleiras de janela, por exemplo). Quando projetar algo que possui uma subida, tenha um objetivo de chegada, como por exemplo: degraus que levam até um nicho mais alto para descansar. Apenas "jogar" prateleiras na parede não será atrativo e nem funcional para seu felino.

6) Número de itens: em casas multicat (com mais de um gato) precisamos nos preocupar com a quantidade de móveis por gato, pois podem haver competição por eles. Essa competição pode ser expressiva ou silenciosa, sendo assim, alguns gatos se beneficiarão e outros não, o que se tornará o oposto do propósito da gatificação, que é proporcionar bem-estar.

Seguindo essas orientações, com certeza seus gatos serão beneficiados com as verticalizações expressando comportamentos naturais e aumentando os níveis de bem-estar.

Verticalizar o ambiente da maneira ideal para seu felino é proporcionar bem-estar e qualidade de vida para ele.

Por:

Juliana Damasceno

Bióloga, Mestre e Doutora em Psicobiologia

Fundadora da WellFelis Comportamento e Bem-Estar Felino

Desenvolvedora da Linha Wellfelis na https://www.cozygatos.com/linha-wellfelis

Móveis com Ergonomia, Design e Funcionalidade para seu Felino.

juliana damasceno header
Juliana Damasceno

O que fazer para resgatar um gato arredio (arisco)?

Resgate de gatos arredios nas ruas requer paciência e cuidados. Prepare-se com caixa de transporte, alimentos atrativos e luvas. Aproxime-se gradualmente, evitando forçar contato. Após o resgate, opte pela esterilização e devolução ou encaminhe para adoção responsável. Gatos arredios necessitam de socialização gradual em ambientes seguros, estimulando positivamente.

juliana damasceno header
Juliana Damasceno

Gatos e visitas: o que fazer quando o felino tem medo de pessoas desconhecidas

Gatos escondem-se de pessoas desconhecidas devido ao instinto de autopreservação, relacionado à territorialidade. Esse comportamento, se não mitigado desde filhote, pode resultar em estresse e problemas de saúde. A sociabilização precoce é crucial para gatos confiantes. Dicas incluem associar visitantes a experiências positivas, criar refúgios adequados e recompensar avanços. Tutores devem evitar repreensões, promovendo um ambiente seguro. Para gatos adultos temerosos, é possível incentivá-los gradualmente a interagir com estranhos. A WellFelis oferece serviços especializados, garantindo o bem-estar dos gatos durante a ausência dos tutores. Gatos mais sociáveis são mais saudáveis e felizes, independentemente da idade.

Marcela Barbieri_header
Marcela Barbieri

Coprofagia - distúrbio que vai além do comportamento

Muitos tutores e até Veterinários acreditam que o comportamento coprofágico está relacionado apenas à questões comportamentais. Porém, estudos mostram que a coprofagia na verdade pode sinalizar problemas graves que estão acontecendo no organismo do animal.

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Juliana Damasceno, em Juliana Damasceno

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.