Panorama PET VET

Mercado de pet care deve movimentar R$ 7 bilhões até 2028

Escrito por Panorama PET VET

07 MAR 2024 - 09H36 (Atualizada em 07 MAR 2024 - 09H42)

Mercado de pet care tem América Latina como protagonista

As previsões para o Brasil acompanham as perspectivas da Euromonitor para a América Latina. Segundo a consultoria, a região desponta como uma das mais promissoras para a indústria de cuidados com animais de estimação, impulsionada pela crescente importância dos pets para as famílias.

Um indicativo desse fenômeno é que o gasto médio dos latino-americanos com cães e gatos supera a média global em 22% e 74% dos donos consideram seus animais de estimação como membros queridos da família.

Em nível global, o mercado de pet care deve movimentar mais de US$ 67 bilhões em cinco anos, o equivalente a R$ 335 bilhões. O faturamento de 2023 foi de US$ 50,6 bilhões (R$ 250 bi).

Segmento puxa performance da indústria pet

O mercado de pet care vem sendo um dos motores do desempenho da indústria no país. Embora os dados ainda não estejam consolidados, a Abinpet (Associação Brasileira de Indústria de Produtos para Animais de Estimação) aposta em uma receita de R$ 46,8 bilhões.

De acordo com a análise, o resultado é impulsionado pela rápida alta na oferta de serviços que propõem um atendimento mais “humanizado”, como opções de alimentação natural, creches, lavanderias especializadas, spas e planos de saúde específicos para animais de estimação.

Pet care atrai empresas de outros setores

O advento do mercado de pet care faz do setor uma vitrine de negócios para empresas de outros mercados. É o caso do Grupo Boticário, que estreou no segmento no segundo semestre do ano passado, por meio da linha Au.migos pets, focada nos cuidados de cãe e gatos.

A marca agora oferece uma gama de produtos para animais de estimação, que engloba colônias, xampus e diversas opções na categoria de higiene. Todos têm certificação do PETA, ou seja, não foram testados em animais. A Melissa seguiu o mesmo caminho.

Para Sandro Magaldi, especialista em transformação de negócios, essa tendência vai ao encontro do olhar mais abrangente que as companhias precisam lançar para o consumidor moderno. “A inovação emerge, justamente, do entendimento de que esse cliente tem outras demandas que podem ser atendidas de forma superior”, afirma.

vista-superior-sobre-acessorios-para-animais-de-estimacao_23-2150930398
Panorama PET VET

Lista das maiores indústrias de rações tem 4 brasileiras

Quatro empresas brasileiras estão entre as 15 maiores indústrias de rações da América Latina, liderando a lista. Juntas, faturaram US$ 1,3 bilhão em 2023. A BRF Pet lidera com R$ 3,2 bilhões, seguida pela Special Dog com R$ 2 bilhões, Premierpet com R$ 1,1 bilhão e Total Alimentos com R$ 1 bilhão. A indústria de pet food na América Latina cresceu 41% em cinco anos, passando de US$ 8,88 bilhões em 2019 para US$ 11,69 bilhões em 2023.

close-up-veterinarian-taking-care-dog
Panorama PET VET

Setor quer nova regra para veterinários na reforma tributária

Entidades e empresas como ANMV, ABHV, Petlove, Petz, Zee.Dog e WeVets buscam incluir a saúde veterinária na reforma tributária para reduzir em 60% as alíquotas do IBS/CBS, argumentando que isso evitaria prejuízos à categoria e à qualidade dos serviços, além de combater a informalidade. A reforma pode aumentar a carga tributária de 15% a 30%, impactando negativamente o acesso aos serviços, especialmente para as classes C, D e E.

Grupo-Patense-768x432
Panorama PET VET

Indústria de rações vai à Justiça por dívida de R$ 2 bi

O Grupo Indústria de Rações Patense, fabricante brasileira de pet food com exportações para três continentes, solicitou recuperação judicial. A empresa pediu o bloqueio da execução de dívidas por 60 dias para renegociar com credores, reconhecendo uma dívida de R$ 2,17 bilhões. Fundada em 1970, a Patense opera em Minas Gerais e em outros estados, com 35% do faturamento vindo do exterior. A crise atual, atribuída a aquisições entre 2021 e 2023, resultou em dívidas bancárias e problemas com CRAs e debêntures. Em abril, credores anteciparam o vencimento das dívidas devido a inadimplência.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Panorama PET VET, em Panorama PET VET

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.